Exposição ao risco limita negociações

Valor Econômico | De 2007 a 2022, apenas 4% dos investimentos chineses no Brasil foram destinados a obras de infraestrutura. Eletricidade e petróleo receberam 45% e 30%, respectivamente, do total, conforme levantamento de Tulio Cariello, Diretor de Conteúdo do CEBC

Acesse a Publicação

Artigos relacionados