Brasil e China devem desenvolver padrões comuns para financiar agro sustentável

Brasil e China devem adotar critérios comuns para a classificação de projetos de agropecuária de baixo carbono que podem receber financiamentos vinculados ao combate dos efeitos da mudança climática, defenderam participantes do 2º Diálogo Brasil-China sobre Agricultura Sustentável, realizado no dia 03 de agosto. Organizado pelo Conselho Empresarial Brasil-China (CEBC) e o think tank chinês Institute of Finance and Sustainability (IFS), o evento reuniu representantes de governos, instituições financeiras e entidades ambientais dos dois países e da Europa, além de executivo do Novo Banco de Desenvolvimento, o banco dos BRICS. O diálogo foi patrocinado pela Bayer.

Assista em Português Assista em Chinês Assista em Inglês

Artigos relacionados